sábado, 22 de fevereiro de 2014

Machismo não existe

Acredito ter visto, nesses últimos dois meses, a palavra "machismo" estampada nos portais de notícia mais vezes do que em todo o ano passado, e já estou cheio disso. Inclusive este blog vem sendo visitado por mais feministas, que não deixam de soltar nos comentários os mesmos posts depreciativos e repetitivos de sempre. Mas o fato é que esse tal de machismo não existe, e eu vou te mostrar o porquê.

Esta é uma boa hora para mostrar a você como o feminismo mantém vivo no subconsciente da sociedade suas teorias e dogmas fraudulentos, pra que você não seja o próximo a cair na armadilha do silêncio que elas montam com artifícios baixos.


Por que HOMENS é que devem estar no comando

Uma professora posta uma foto em seu Facebook degradando o status social de um homem aparentemente mais pobre que ela, que ainda seria seu companheiro de voo:



O detalhe é que essa "professora", na verdade, é uma famosa professora universitária de Letras da PUC-Rio especializada no ensino de português para estrangeiros, tendo inclusive escrito um livro na área. Em outras palavras, a ela está incumbida a responsabilidade de orientar e ajudar pessoas; e o requisito mínimo para uma pessoa ajudar outras pessoas é ser livre de preconceitos quanto à suas origens e situação atual. Obviamente, preconceito é o que parece não faltar nela ao analisar pessoas pela sua aparência. Se esse "pobre" homem branco e acima do peso que nada tinha a ver com ela não escapou de sua língua (virtual) ácida, imagine o que um queniano magérrimo e da cor do carvão vai ter que passar se depender das aulas dela para aprender português.


E é interessante notar também como outras mulheres puxam a degradação do status social do cara, com uma delas inclusive imaginando a grosseria do comportamento do cara diante dela: "E sabe o que é pior? quando esse tipo de passageiro senta exatamente a seu lado e fica roçando o braço peludo no seu, porque - claro - não respeita (ou não cabe) nos limites do seu assento" - proferida por Daniela Vargas, que é coordenadora de graduação da mesma faculdade, ou seja, uma autoridade ainda maior que padece de nojo a homens pobres (e talvez asquerosos).

Esta demonstração, junto com o desastre de uma mulher ao criar uma empresa só com mulheres e com a escalada de narcisismo constatada nelas nas últimas décadas, mostram o quanto a mulher, além de desinteressada, é incapaz de zelar pelas pessoas que estão sob sua autoridade.

Bem-vindos ao Atitude Masculina

Este blog é continuação do projeto iniciado na Manhood Academy Brasil; sendo assim, em muitos posts haverá links para os posts daquele blog, que estão totalmente relacionados ao tema que estiver sendo discutido. Este blog tem o objetivo de ser uma fonte de inspiração para transformar o pensamento masculino atual, livrando-o das amarras feministas que o tornam frustrado em seus relacionamentos com mulheres, e imunizando-o de ataques e descaracterizações covardes, tão usados pelos defensores da atual filosofia pós moderna para detratar seus opositores.

Sobre o que é realmente o feminismo, segue este trecho extraído do livro "Os Princípios Que Regem a Interação Social" - clique no link para baixar o ebook completo:

O feminismo representa o desejo feminino de controlar o homem. Tentando confiscar a autoridade masculina por meios legais, as mulheres esperam ganhar direitos e privilégios especiais, dando a elas direito a tudo o que homens como você têm.
Mas por estar mascarado em discursos que apelam à autoestima e à igualdade, o feminismo é mal interpretado e quase nunca contestado. E de fato, ele cresce graças à ignorância e a complacência de suas vítimas, que sem saber contribuem para o aumento dos danos produzidos na sociedade por ele.
E assim, uma vez que seu discurso político se encontra filtrado, nós acabamos com uma filosofia social destrutiva que procura sempre culpar os homens e absolver as mulheres. O feminismo não só degenera os relacionamentos como também desgasta os papéis de gênero fundamentais para a manutenção de um relacionamento e uma sociedade saudáveis. De fato, nada mais poderia representar melhor o espírito destrutivo do feminismo do que o velho bordão: "Eu não preciso de homem nenhum!".

Mas o feminismo em si é apenas uma ramificação de uma gigantesca árvore da filosofia pós-moderna, cujos princípios e modus operandi são iguais em todas as outras ramificações, sendo as mais notórias o movimento dos direitos dos gays, dos animais e o movimento socialista; afinal, todos eles se autodenominam "vítimas do sistema" e usam e abusam de rótulos e descaracterizações para tentar silenciar todos aqueles que discordam de suas crenças. Sobre este tema, um excelente livro que te deixará a par disto é "O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota", de Olavo de Carvalho.

Aqui, vamos ajudar você a reafirmar as crenças que se encontram sufocadas dentro de você, e a restaurar sua capacidade de pensar racionalmente, e a encarar de frente todo tipo de covarde intelectual que cruzar seu caminho. Se esse blog incita polêmica? Mostraremos, ao longo dos posts, que não há espaço para polêmica quando não existe investimento emocional em ideias pré-concebidas. Polêmica é apenas uma invenção pós-moderna feita para desencorajar pessoas a debaterem de verdade. Mas nós não temos medo de polêmica alguma.

Boa leitura!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

LinkWithin2

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...